"Eu não tenho tempo para isso"

Nenhum comentário

Essa é uma reclamação bem comum, não tenho tempo para estudar, para um hobbie, para cuidar da casa, do jardim, abrir um novo negócio, fazer uma viagem.

Isso na verdade significa: "não é importante o suficiente", não é prioridade, não é divertido, não é lucrativo ou urgente o suficiente para ir no topo da lista.

Todo dia o Twitter e o Facebook sugam milhões de horas "livres". De onde esse tempo livre veio? O que fazíamos antes da rede social? Não eramos ocupados a 5 anos atrás?


Ficar sem tempo é um eufemismo, e uma análise inteligente percebe que é uma mensagem sobre outra coisa. O tempo é finito para todos nós, mas, ao contrário do dinheiro, é reabastecido a cada segundo. As pessoas estão sempre recalibrando quais compromissos irão participar, quais filmes irão assistir, quais livros não irão ler.

A solução não é dar para as pessoas mais tempo (não tem como), é redefinir a urgência, prioridade e o desejo.

Tradução livre do original por Seth Godin.



Nenhum comentário :

Postar um comentário